Player

ATENÇÃO:

A RADIO TOTAL HITZ ESTA FORA DO AR!!!

Não temos previsão quando voltaremos com nossa programação no AR.

Agradecemos a todos os ouvintes pela paciência.

terça-feira, 22 de março de 2016

O ciúme num relacionamento gay



O que é Ciúme?

“O ciúme é um sentimento natural do ser humano provocado pela falta de exclusividade sobre o sentimento de alguém. O ciúme pode adquirir um significado mais amplo, não necessariamente associado ao sentimento partilhado entre pessoas, podendo ser também relativo ao apego por algum objeto. Por exemplo, ciúme de uma coleção de histórias em quadrinhos.

O ciúme é também sinônimo de inveja por denotar um sentimento de inferiorização em relação a uma terceira pessoa. Quem sofre de ciúmes geralmente possui falta de confiança no outro e em si próprio.

O ciúme pode ter um caráter positivo ou negativo. Quando atinge o sentido de cuidado ou zelo por alguém pode ser um sentimento benéfico. Por outro lado, quando há egoísmo (desejo que a pessoa amada não se relacione com outras pessoas) ou controle excessivo (suspeita constante de infidelidade, por exemplo), o ciúme pode transformar-se em paranóia ou patologia.”

O ciúme se faz presente na maioria dos relacionamentos amorosos, nas relações homossexuais esse sentimento é supercomum, se os parceiros não souberem lidar com este sentimento a relação que deveria ser de amor se torna um verdadeiro inferno! Em alguns casos o ciúme ultrapassa todos os limites da razão e do bom senso, vira algo doentio, covarde, possessivo que atormenta ambos os parceiros, quando chega a este ponto o melhor a se fazer é por um fim nessa relação antes que um de fim na vida do outro.

Qual o homem em algum momento da relação nunca sentiu ciúme das amizades (heteros e gays) e das pessoas que um dia passaram pela vida do seu namorado?

Quem nunca sentiu ciúme ao ver as formas de tratar e as atitudes de carinho, admiração e atenção que ele dá à outras pessoas (familiares, amigos, conhecidos, crianças) em publico, você sabe que isso é normal, mas no fundo te irrita e você não pode fazer nada para não sair da discrição?

E quando alguma mulher/homem  esta dando em cima dele e ele fica se fazendo de bobo ou dando moral só para te deixar irritado ou apreensivo?

VÉI NÃO É FÁCIL!

Nós gays também sentimos ciúmes (eu tenho o costume de acrescentar o “s” no final da palavra igual os paulistas), independente do nível da seriedade e confiança do casal, quando encontramos um parceiro que nos completa, nos ama e nos respeita o medo de perdê-lo se torna algo grande, apavorante e paranoico, é ai que o ciúme domina!


Sou um cara que sente ciúme sim, mas é um ciúme controlado! Não sou o tipo de pessoa que faria um barraco ao ver meu namorado dando moral ou pegando outro cara, muito menos daria um “piti” por o ver conversando com um ex e nem ficaria de cara amarrada por vê-lo dando atenção a outras pessoas e não somente para mim. Acho isso idiotice. O meu ciúme é aquele no sentido de cuidado, de zelo com ele, mas é claro que se vier um viado e querer dar um de esperto pro lado dele é claro que quieto eu não vou ficar!

Lidar com o ciúme no relacionamento não é fácil, mas ambos devem fazer o esforço de não deixar esse sentimento contaminar e destruir a relação. Fiquemos atentos a essas dicas:

1. Evite os pensamentos destrutivos. Substitua-os por outros que tragam segurança e confiança em si mesmo.

2. Esforce-se para ser positivo e saiba diferenciar os fatos reais dos que são fruto da sua imaginação.

 3. Fixe-se nos fatos para ver se realmente há um conflito que você precisa solucionar.

4. Confie no seu parceiro e controle o ímpeto de interrogá-lo sobre onde e com quem está a cada cinco minutos.

5. Não justifique os seus ciúmes com fatos do passado que já foram esclarecidos.

6. Quando você sentir que a situação está saindo do seu controle, converse com uma pessoa discreta e de confiança sobre o que está acontecendo: um amigo, um terapeuta, um médico.

7. Muitos fantasmas desaparecem quando você consegue falar sobre eles e crescem quando você os esconde ou nega.

 8. Não culpe ninguém pelo que você sente. Nem a si mesmo.

9. Lembre-se de que você é responsável pelos seus atos, e que está tentando sinceramente superar esses ciúmes que fazem você sofrer.

Importante

 Os ciúmes sempre nascem de alguma insegurança. Conheça-se melhor e valorize os seus pontos positivos.

Assim você conseguirá a força e a segurança necessárias para superar os ciúmes e viver seus relacionamentos com liberdade e confiança.


Matéria do blog: http://deiafargnoli.blogspot.com.br/2013/05/o-ciume-num-relacionamento-gay.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário